Instituto de Cultura Técnica

Treinamento e certificação em movimentação de cargas, é diferencial para empresas.

banner_movimentacaoCarga

O treinamento de profissionais de elevação de cargas é fundamental, desde que esteja totalmente alinhada com as melhores práticas do mercado.

Prevista na Lei de Diretrizes Básicas (LDB) nº 9.394/96 e no Decreto nº 2.208/97, o “reconhecimento dos conhecimentos, habilidades, atitudes e competências do trabalhador”, segundo definição da OIT (Organização Internacional do Trabalho), foi desenvolvida com êxito em vários segmentos da indústria nacional e, em alguns casos, já atingiu padrões internacionais de excelência.

Aqui no Brasil, a exigência crescente do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e das próprias empresas, tanto para a capacitação qualificada de operadores de máquinas e equipamentos,

20150929_152326[1]
Treinamento com simulador.
Entre os principais benefícios do treinamento para os profissionais do setor, citamos o aumento da empregabilidade, a diferenciação no mercado de trabalho e a garantia de produtividade e segurança no exercício de suas atividades. Para as empresas, reduz os afastamentos por acidentes, a perda de equipamentos e cargas, o custo com seguros e o retrabalho, além de aumentar a produtividade e competitividade, entre outras vantagens.

Os requisitos para o treinamento e certificação de cada nível profissional – operador de guindaste, operadores de guindauto, sinalizador rigger, supervisor de rigging – são desenvolvidos por especialistas considerando as boas práticas recomendadas por organismos nacionais e internacionais, a legislação brasileira e a experiência de mais de 30 anos de alguns dos facilitadores do ICT.

Como o melhor acidente é aquele que não ocorreu, é importante que sejam feitos significativos investimentos na prevenção dos acidentes. Os princípios de prevenção e de uma ação eficiente de combate são os treinamentos, que têm como objetivo evitar e/ou reduzir acidentes.

Tendo a NCCCO como padrão mundial para a certificação de operadores de guindastes, que já certificou mais de 70 mil profissionais do setor de guindastes, foi reconhecida por órgãos governamentais americanos como os departamentos de Educação e Defesa. A entidade também é certificada pela norma ISO/IEC 17024 e é a única, no segmento, credenciada pela NCCA (National Commission for Certifying Agencies) e ANSI (American National Standards Institute), organismos de acreditação independentes, e pela OSHA (Safety & Health Administration Ocupacional).

O treinamento de profissionais de elevação e movimentação de cargas é de grande importância e deve ser realizado por facilitadores com conhecimento e tradição no setor para que o certificado tenha, tanto do ponto de vista da legislação específica quanto de operacionalização, credibilidade no mercado.

J.A.R.

Adilson Rocha

Adicionar Comentário