Instituto de Cultura Técnica

Operador de Guindaste com ênfase OffShore

Objetivo

Levar a fazer o desenvolvimento de sua conduta com os respectivos equipamentos e de suas opiniões a respeito de como agir em operações com equipamentos em terra e
offshore, com ênfase nesta área onde só profissionais comprovadamente capacitados embarcam para realizar trabalhos em plataformas com guindastes, eles tem uma função extremamente importante se fazendo necessário operadores muito bem treinados, já que a ondulação do mar dificulta a operação de desembarque.

Este treinamento é personalizado, e para quem deseja se especializar na área. O grande diferencial é o programa de ensino que é desenvolvido individualmente levando em consideração o conhecimento do(a) aluno(a)  e sua experiência.

offshore

Assuntos Abordados

Princípios técnicos
Classificação de guindastes
Instrumentos de Comando
Instrumentos de Controle
Estabilidade
Sistemas e componentes
Noções sobre funcionamento
Tipos e modelos de Guindaste – conceito.
Funcionamento
Conceitos de Estabilidade
Ponto de apoio; Principio da alavanca;
Estabilidade Lateral:
Centro de gravidade, base,
Conhecimentos sobre funcionamento dos sistemas operacionais
Cabos de aço; acessórios (moitão, gancho) etc.
Informações sobre plataformas de petróleo, diferentes tipos
Barcos de apoio offshore
Transporte e logística
Modelos de Conhecimentos de embarque
Tipos de navio
Segurança; Normas e regras;
Leitura e interpretação de Plano de Rigging
Exercícios  para sinalização e movimentação de cargas (rigging).
Regras Básicas de Segurança: de acordo com a NR11 (Norma Regulamentadora do Min. Trabalho / LEI6514/78); Exercícios evolutivos: verificação da manutenção diária pelo operador, identificação das partes dos equipamentos offshore, identificação dos comandos e instrumentos, reconhecimento dos movimentos básicos, de operação sem carga, de operação com carga, e cargas especiais.
Operações práticas com Simulador
(EXERCÍCIOS SIMULANDO A APLICAÇÃO DO SISTEMA DE COMANDO NAS OPERAÇÕES DE GUINDAR)
Manutenção preventiva
Cuidados antes de operar
Operação e sinalização de conformidade com a legislação específica
Exercícios evolutivos: verificação da manutenção diária pelo operador.
Identificação das partes do equipamento, identificação das alavancas de comando e instrumentos do painel, reconhecimento os movimentos básicos, operação sem carga, operação com carga, e cargas especiais.
Responsabilidades do Operador
Responsabilidades do sinalizador (Sinalizador Rigger)
Códigos de sinalização para Operadores de Guindaste.
Avaliação do conhecimento e habilidades
Teste de habilidade motora e desempenho operacional.
Teste de conhecimentos.

Pré-requisitos para o treinamento.
Ensino médio e cnh letra b atualizada.
Pré-requisito recomendável :
Ensino médio ou ensino superior e cnh letra d ou e.

  • O conteúdo do curso está distribuído em partes distintas que tratam do comportamento, das técnicas e das atitudes seguras que o operador deve adotar para melhorar sua forma de reagir a estímulos – velocidade, provocações, agressões do sistema. Serão apresentados vídeos instrutivos e histórias reais sobre segurança que reforçam a conscientização, a legislação específica também será discernida.

Dias e Horário:

O curso será realizado em um período intensivo com carga horária mínima de 40 horas para atendimento à legislação específica de terça a domingo, adequado pedagogicamente através de aplicação teórica e prática com simulador virtual através de equipamentos com capacidade nominal de até 70 toneladas.

Local do Curso
Na sede do ICT
Rua Duque de Caxias, 356, Pavimentos 1 a 3, Sto. Antônio, Recife, PE.

Investimento:
Os valores podem ser informados através dos telefones da central de atendimento ICT (81) 3424-2625 e (81) 3424-6101. Você também pode clicar aqui em INSCRIÇÃO, ou à sua direita, preencher o formulário e nos enviar. Nossa equipe de atendimento retornará o mais breve possível.

Atendimento on line: Ver disponibilização.
Atendimento presencial pela coordenação: 9h às 12h de segunda a sábado ou através de agendamento prévio.
E-mail: contato@ictnet.com.br

TÓPICOS ESTRUTURAIS DO PROGRAMA:
DIRETRIZES E NORMAS DE SEGURANÇA, HIGIENE, QUALIDADE E PROTEÇÃO AO MEIO AMBIENTE:

MTE – Ministério do Trabalho e Emprego.
Portaria 3.214/78 – Normas Regulamentadoras, particularmente as Nrs:Nr. 11 e Nr.12 – Portarias : SSST 13 de 24 de outubro de 1994; SSST 25 de 03 de dezembro de 1996; SSST 04 de 28 de janeiro de 1997; SSST 04 de 28 de janeiro de 1997; SSST 08 de 24 de março de 1997 e SSST 197 de 17 de dezembro de 2010.
Nr29 – Segurança e Saúde no Trabalho Portuário.
Portaria 397 de 09/10/2002 – CBO – Classificação Brasileira de Ocupações.
Nr30 – Plataformas e Instalações de Apoio – Portaria SIT 183 – 11.05.2010183 – 11.05.2010 – Atualização SIT 200 – 20.05.2011.

NORMAS ABNT:
NBR ISO 9001 – Sistemas de gestão da qualidade – Requisitos.
NBR 18801 – Sistema de gestão da segurança e saúde no trabalho.
NBR ISO IEC 17024/2004 – Avaliação de conformidade – Requisitos gerais para organismos que realizam certificação de pessoas.

OIT – Organização Internacional do Trabalho.
Convenção 152 – OIT – Segurança e Higiene no Trabalho Portuário.

MEC – Ministério da Educação.
LDB – Lei 9.394, de 20 de dezembro de 1996.
Decreto 5.154 de 23 de julho de 2004.
Código de segurança para veículos industriais automotores
P-NB – 153 – Classificação, Capacidade de carga, estabilidade.

International Organization for Standardization.
ISO 15513/2000 – Cranes – Competency Requirements For Crane Drives (Operators), Slingers,Signallers and Assessors.
ISO IEC 17024/2003 – Conformity assessment – General requirements for bodies operating certification of persons.

OHSAS:
Occupational Safety and Health Administration.
Standarts 29 – CFR.

OSHA :
Occupational Safety an Health Administration.

American Petroleum Institute.
API Recomemended Practice 8B / ISO 13534 – Inspection, Maintenance, Repair and Remanufacture of Hoisting Equipment.