Instituto de Cultura Técnica

Oficina Cultural de Barroco Pernambucano

Oficina de Barroco

DESCRIÇÃO

Apresentar conhecimento da produção artística colonial em Pernambuco pela evolução cronológica das fachadas da arquitetura religiosa colonial, através da visão histórica geral dos diversos estilos de altares e das pinturas de forros que se simplificam no adjetivo barroco em Pernambuco.

A arquitetura colonial religiosa se iniciou em 1535 com a construção, em Igaraçu, da ermida e posteriormente matriz dos Santos Cosme e Damião. Ao longo do século XVI, ainda foram construídas as igrejas de Nossa Senhora da Graça (Olinda, 1540), São Lourenço de Tejucupapo (Goiana, 1555) e Nossa Senhora de Nazaré (Cabo de Santo Agostinho, 1580).

Até a chegada dos holandeses a Pernambuco (1630), as igrejas permaneciam, pelo menos em seu aspecto exterior, com as mesmas características do século XVI – frontão triangular suportado por um entablamento clássico e este, por sua vez, suportado por cunhais de pedra a guisa de colunas dóricas, com uma composição formada por óculo, duas janelas e uma porta – o que leva, a princípio, à constatação de que o barroco não foi utilizado até a época posterior à saída dos holandeses do território brasileiro (1654).

A partir de 1654, com a retomada de Pernambuco, iniciaram-se as reconstruções e reformas das igrejas destruídas e saqueadas pelos holandeses e a construção de novos templos. A maioria das igrejas construídas antes do período holandês foi remodelada ao final do século XVII e ao longo do século XVIII de acordo com a estética barroca. Todavia, a igrejas de Nossa Senhora do Desterro, ao lado do convento de Santa Teresa, em Olinda,  e  a de Nossa Senhora do Pilar, em Recife, ambas erguidas no final do século XVII, mantiveram a feição quinhentista.

Percorrer as igrejas do Recife é uma verdadeira aula de arte, história e cultura. Tanto que a maioria delas está incluída nos roteiros religiosos de maior destaque no estado.

Neste exercício cultural, você começa a aprender a história do Brasil colônia dentro de um programa que será dividido em parte teórica presencial em sala de aula e com visitas com formato de City Tours em Recife Uma oportunidade única para se acompanhar a história do povo brasileiro e também para vivenciar a cultura.

Não perca esta chance de ir lá no fundo da cultura brasileira e ter uma experiência inesquecível!

  • Aula teórica/prática
  • Roteiro turístico-cultural  pelo centro de Recife

DETALHES:

Duração: De 9:00 às 12:00.
                 13h00 às 17h00

Localização:
Instituto de Cultura Técnica
Rua Duque de Caxias, 356 – Santo Anntônio – Recife – PE

Preço: EUA $ 80,00 ou R$ 240,00 por pessoa. Você receberá informações detalhadas sobre o pagamento após sua pré-inscrição, antes de confirmar a sua reserva através de quitação.

Idioma: Esta classe é oferecido em Português .

O que está incluído :
3 horas de apresentação de informações teóricas com apresentação multimídia
3 horas com City Tour

O que não está incluído:
Hotel
Transporte
Alimentação

Importante: Use roupas confortáveis ​​e tênis flexíveis para a prática .

Instrutor: Daciel Santos, professor universitário com especialização em turismo cultural e mestre em políticas públicas com especialização em patrimônio artístico religioso, a oficina será ministrada em um único dia.

 DATAS: Faça contato conosco realizando sua pré-inscrição ou de seu grupo no formulário clicando no botão corespondente ao lado requisitando as informações das datas disponíveis.